Tártaro

Tártaro: o que é e como evitar?

Possivelmente, você já ouviu falar em tártaro, certo? Mas você sabe realmente o que essa palavra significa?

Também chamado de “cálculo dental” pelos especialistas, o tártaro corresponde ao biofilme dental ou placa bacteriana que enrijece na superfície dentária, por conta da junção com os minerais da saliva. O tártaro também pode se formar debaixo da gengiva, irritando assim os tecidos gengivais.

Entre as consequências danosas do tártaro está o aumento da propensão a problemas como gengivite e cárie. Além de ameaçar a saúde odontológica, vale lembrar que essa condição também representa um prejuízo estético.

Para que isso não ocorra com você, confira a seguir mais informações importantes sobre o cálculo dental, bem como dicas eficientes e simples para evitá-lo.

Como é o tártaro?

Por ser poroso, o tártaro absorve manchas com muita facilidade. Desse modo, para pessoas que fumam ou consomem regularmente chás, cafés e outros alimentos fortemente pigmentados, o tártaro, além de áspero, fica escurecido, manchando assim os dentes.

Diferentemente da placa bacteriana natural, que é uma película invisível, o tártaro é uma formação facilmente visível. Seu sinal mais comum é a presença de cor amarelada ou marrom na margem gengival, com textura quebradiça.

Apesar de ser uma condição perceptível, somente o dentista é capaz de diagnosticar e tratar com precisão os quadros de tártaro.

Afinal de contas, por que é importante evitar o tártaro?

A superfície do tártaro é bastante resistente, o que dificulta sua remoção com cuidados básicos, como escovação dos dentes e uso de fio dental. Por isso, é importante prevenir o tártaro antes mesmo que ele se desenvolva.

Ao prevenir o tártaro, na verdade, você está evitando problemas como as já mencionadas manchas dentárias. Além disso, por atrair placas bacterianas que se tornam difíceis de higienizar em casa, a presença de tártaro acaba favorecendo inconvenientes como mal hálito, deterioração do dente e inflamação na gengiva. Daí a necessidade de apostar fortemente na prevenção.

Como prevenir a formação de tártaro?

As melhores medidas preventivas para afastar o tártaro consistem em escovar os dentes três vezes ao dia e utilizar adequadamente o fio dental para remover eventuais resíduos de alimentos que se acumulam entre os dentes. Seu dentista pode prescrever o uso de creme dental antitártaro, porém, o mais importante é caprichar na escovação, independentemente do produto.

Vale salientar que, mesmo escovando os dentes regularmente e corretamente, sempre haverá locais de difícil acesso para a limpeza. Nessas regiões, a placa bacteriana acumula com mais facilidade e tende a mineralizar e endurecer, formando o tártaro. Quando isso ocorre, somente a limpeza em casa não é suficiente.

Nesses casos, vale a pena procurar o dentista para avaliar o quadro. Para evitar que a situação se agrave e gere complicações, o cálculo dental pode ser retirado através de raspagem no consultório odontológico.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!
Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe