saúde bucal e diabetes

Qual a relação entre o diabetes e saúde bucal?Entenda

Muita gente desconhece o quanto o diabetes e saúde bucal estão associados. Isso, de fato, é preocupante ainda mais, hoje, com tanta informação disponível. 

Para começar qualquer lesão infecciosa na boca tem potencial para afetar o controle glicêmico. 

O contrário também ocorre, assim se houver picos glicêmicos tende a retardar a cicatrização local na hipótese de existência de gengivite, por exemplo. A situação só piora, se a infecção evolui para a periodontite.

Em último caso o diabético pode até perder os dentes se não houver tratamento rápido. Para evitar eventos desse tipo leia este artigo.

Diabetes e saúde bucal X metabolismo

Para entender melhor como isso funciona é interessante saber o que é o diabetes logo:

“Trata-se de uma doença crônica e hormonal se caracteriza pela sintetização irregular de insulina, isto é, responsável pelo controle de glicose no sangue. “

Vale lembrar que esse hormônio é essencial para o funcionamento do organismo. Porém, qualquer desnível nele compromete desde a coagulação à imunidade

Por essa razão diabéticos apresentam mais chance de sofrer complicações diante da ocorrência de infecções em geral. Além disso, essa condição piora, em virtude, do emocional abalado sintoma característico em diabéticos não tratados.

Salivação insuficiente

Ademais, há sensação de secura bucal e sede frequente, mesmo porque na maioria das vezes, são os primeiros sinais da doença. Naturalmente, quem desconhece a condição não tem ideia de que se trata de algo grave. 

Talvez, por isso, muitas vezes o dentista se torna peça-chave ao investigar esse fenômeno. Ou seja, cabe ao especialista encaminhar o paciente para um endocrinologista se notar algo anormal no exame periódico.

Essa é a regra nesse caso, porém, o alerta é determinante para o início do tratamento.

Halitose 

O mau hálito também pode ser outro indício da doença. Ocorre, à medida que o descontrole da glicose se intensifica. Caso em que o odor de “maça podre” se destaca. O que tende a se agravar se a pessoa, sobretudo em fumantes ou pessoas que fazem uso indiscriminado do álcool. 

Logo, mais uma vez, se evidencia a interdependência do diabetes e saúde bucal. Por isso mesmo recomenda-se um tratamento multidisciplinar se constatado o quadro. 

Gengivite e periodontite

Ademais, quem se encontra nessa situação deve ser rápido. Principalmente, se também se comprova a existência de gengivite, ou melhor, infecção da gengivite. 

Isso porque se trata de uma doença que se espalha com muita facilidade. Ainda mais preocupante se atingir, toda a região periodontal, responsável pela sustentação da dentição. 

Isto é quando ocorre a infecção, normalmente, prolifera sem controle. Como efeito tem tudo para levar a queda dos dentes entre outras complicações.

Diabetes e saúde bucal: fator emocional 

Sem contar que a pessoa ainda pode apresentar problemas cardíacos por conta da situação dramática. Em função disso, trata-se de uma condição delicada e, naturalmente, um problema de saúde pública.

Prevenção necessária

Agora que você já sabe da ligação entre diabetes e saúde bucal mais um motivo para se cuidar. Além da adoção de uma dieta balanceada e restrita se mantenha ativo. Assim como procure praticar atividades físicas sempre que possível, pelo menos três vezes por semana, e ainda:

  • bem como se habitue com o check up médico, pelo menos, uma vez ao ano;
  • não se esqueça dos exames dentre eles: o hemograma completo;
  • mantenha o hábito de monitorar a glicose;
  • e, claro, retorne ao dentista uma vez por semestre.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto.

Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe