Periodontite

Periodontite: o que é e como tratar

Quando a doença periodontal chega a um estágio muito avançado é chamada de periodontite. Nessa condição, ocorre o afastamento do tecido da gengiva dos dentes, abrindo espaço para a formação de bolsas nas quais bactérias podem se proliferar, acumular e provocar infecções.

Normalmente, o tratamento para essa condição envolve várias etapas, sendo que, alguns casos, podem exigir uma cirurgia. A seguir, vamos conhecer melhor essa doença. Acompanhe!

Causas e sintomas da periodontite

Muitas pessoas confundem a periodontite com a gengivite. Nesse último caso, os principais sintomas envolvem sangramento nas gengivas e dor nessa região. Já os primeiros sinais que apontam para uma periodontite estão relacionados a formação de bolsas entre os dentes e gengivas e a retração gengival.

A infecção causada pela periodontite é um problema sério, pois pode destruir ossos, ligamentos e tecidos da boca, sendo que a primeira consequência é a perda do dente.

Outros sinais da periodontite são:

  • dentes sensíveis e frouxos;
  • feridas no interior da boca;
  • mau hálito persistente;
  • problemas no alimento dos dentes;
  • dor ao mastigar.

Como é feito o tratamento da periodontite?

Um dos principais objetivos do tratamento da periodontite é promover a remoção dos depósitos bacterianos e placa bacteriana dos dentes e gengivas.

O especialista em saúde bucal também poderá passar uma série de instruções ao paciente em relação sobre o que fazer para reduzir a quantidade de bactérias na boca — principalmente, mantendo os dentes e gengivas limpos.

Orientações sobre o uso da escova de dentes e do fio dental também devem ser observadas rigorosamente. Em alguns casos, o profissional pode sugerir que o paciente faça uso de produtos adicionais para os cuidados bucais e prevenção da periodontite, a exemplo de enxaguantes bucais e coletores de água.

Limpeza profissional

Qualquer bolsa formada devido a periodontite pode exigir que uma limpeza profissional profunda seja feita. Aqui, o dentista vai remover o acúmulo de placa bacteriana e de tártaro dos dentes e de suas raízes. Na sequência, ele fará um polimento e iniciará um tratamento à base de flúor.

Antibióticos

De acordo com a situação apresentada pelo paciente, o dentista poderá prescrever alguns antibióticos para auxiliar no combate as infecções persistentes na gengiva que não melhoraram após limpezas e cuidados habituais. No mercado, esse medicamento está disponível em cápsulas, comprimido, gel e como enxaguante bucal.

Cirurgia

Se a inflamação persistir em áreas onde o fio dental e a escovação não conseguem acessar, o dentista poderá fazer a recomendação para que um procedimento cirúrgico seja realizado. Com anestesia, as gengivas do paciente são limpas, assim como as raízes dos dentes. Após o procedimento, as gengivas são suturadas em seu lugar de origem.

Se houver perda óssea, o paciente também poderá passar por um outro procedimento voltado para o enxerto. Na realidade, se for o caso, o profissional pode aproveitar o procedimento anterior para fazer o enxerto.

Por fim, seja no caso de periodontite ou de qualquer outra condição que prejudique a saúde bucal, o acompanhamento com profissional dentista é essencial para que ele possa avaliar o progresso do tratamento e definir quais medidas podem ser adotadas para que o problema não volte.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe