mau hálito

Mau hálito: você sabe como evitar?

mau hálitoO mau hálito, também conhecido como halitose, deve ser levado muito a sério. Em mais de 95% dos casos, a condição é originada na própria boca e, portanto, pode ser eliminada com a prática de simples hábitos.

Doenças sistêmicas ou metabólicas e obstruções nas vias aéreas também podem, eventualmente, ser causas para o mau hálito. Por sua vez, as consequências da condição são bem conhecidas por todos: incômodo pessoal que pode prejudicar aspectos da vida profissional e social.

Com isso em mente, reunimos orientações importantes para acabar com o problema e suas consequências negativas neste artigo. Vamos conferir?

Como evitar o mau hálito?

Beba bastante água

A água hidrata o organismo, melhora o aspecto da pele e fortalece o sistema imunológico. Além de tudo isso, ainda colabora para evitar o mau hálito.

“Mas como?”, você pode perguntar. A resposta é simples! O problema muitas vezes é ocasionado por estarmos com pouca saliva ou com a boca muito seca. Esta é a razão para o mau hálito comum no momento em que acordamos, inclusive.

Fique atento à higienização bucal  

Escove bem os dentes sempre ao acordar, após as refeições e principalmente antes de dormir. Durante a noite, as bactérias ganham mais tempo para agir, favorecendo ainda mais o mau hálito.

A escovação deve ser feita através de movimentos circulares e leves (que envolvam, em média, dois dentes por vez). Repita, então, os movimentos cerca de dez vezes em cada conjunto de dentes e siga em frente.

Passe fio dental

Muitos pulam a etapa do fio dental – e o mau hálito pode ganhar morada no tártaro e/ou na sujeira acumulada nas lacunas entre um dente e outro. O fio dental deve ser passado pelo menos uma vez por dia – preferencialmente, antes de dormir.

Mantenha uma alimentação balanceada

Dietas muito restritivas também podem ser causadoras do mau hálito. Cortar o carboidrato da alimentação, por exemplo, é uma sugestão interessante.

Por outro lado, cenoura, maçã e pepino são exemplos de alimentos que, ao serem consumidos crus, eliminam o mau hálito. Ademais, trabalham como auxiliares do fio dental.

Escove a língua

Além da escovação cuidadosa dos dentes e do uso do fio dental, é preciso ainda escovar a língua para que a higienização bucal seja completa.

Embora exista o raspador próprio para a língua, a escovação pode ser feita com pasta e escova de dente normais. Seu objetivo é remover não só o acúmulo de comida que se instala na superfície da língua, como também impedir a concentração de bactérias dentro da boca.

Reponha dentes ausentes

A ausência de dentes diminui o estímulo para a mastigação. Esta, por sua vez, induz a produção de saliva que ajuda na limpeza da boca e impede a formação da saburra. Uma vez não removida, esta crosta de detritos se espalha pelo dorso da língua, desencadeando a maioria dos casos de mau hálito.

Visite o dentista com regularidade

Ao manter consultas periódicas com o dentista, o paciente pode se assegurar de avaliar e tratar sua saúde bucal regularmente, identificando e eliminando as possíveis causas do mau hálito e outros problemas dentários. Fazer a limpeza dentária profissional, de tempos em tempos, é outra medida importante para remover a placa bacteriana existente.

Por fim, vale lembrar que nem todas as causas para o mau hálito são controláveis ou estão dentro da boca. Se com estes hábitos não houver grande mudança, o ideal é procurar um periodontista ou gastroenterologista para investigar possíveis patologias.

Felizmente, agora você já está informado sobre o mau hálito e as principais ações para eliminá-lo de vez. Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, de tal forma que ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!

 

 

 

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe