Implantes Dentários

Implantes Dentários: Complicações, Sintomas, Riscos

Os implantes dentários são recursos que oferecem muitos benefícios, principalmente para quem sofre com a falta de um ou mais dentes. No entanto, é um procedimento que envolve riscos de complicações.

Você sabe quais são esses problemas? Conhece os sintomas que indicam que algo não vai bem? Então, recomendamos a leitura deste post. Nele, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

Quais os riscos em colocar um implante dentário?

O implante dentário é a melhor alternativa disponível atualmente para a reposição dentária, principalmente quando comparado à prótese fixa ou removível. Contudo, é um procedimento que envolve riscos.

Um deles é a quebra do implante. Geralmente, essa complicação ocorre em pacientes que sofrem com bruxismo, de modo que exerçam muita força sobre os implantes, provocando a quebra ou soltura dos parafusos que fixam a coroa do implante.

Quando isso ocorre, o paciente percebe que o implante está “mole”. Assim, se ele quebrar, fraturar ou se soltar do osso, será preciso ser novamente submetido ao processo de colocação do implante.

Outro risco possível é a inflamação nos implantes dentários, causando dor ao mastigar, inchaço, sangramento e até formação de pus no local. Isso ocorre por o implante ser um corpo estranho para as estruturas da boca. Por isso, ele pode ser rejeitado, levando à inflamação e infecção.

Além disso, o implante dentário só deve ser colocado se o paciente estiver com uma boa saúde bucal e se comprometer em manter a higienização oral. Caso contrário, pode haver a formação de placa bacteriana, infecção e outras doenças periodontais.

Uma complicação menos comum é a lesão do nervo da mandíbula. Em alguns casos, esse problema ocorre no momento da cirurgia de colocação do implante. Quando o paciente está sem o dente há muitos anos, essa estrutura nervosa fica mais superficial.

Com isso, há um maior risco de manipulá-lo e lesioná-lo. Para evitar essa complicação, o especialista solicita exames de imagem, como a radiografia panorâmica, para conhecer a estrutura do paciente e planejar o implante.

Por último, há o risco da perda óssea acontecer em um implante que sofreu infecção enquanto cicatriza no osso. O problema está relacionado à não fixação do implante ao osso. Esse problema pode acarretar uma grande perda óssea.

Como minimizar esses riscos?

Embora haja o risco dessas complicações, a incidência é baixa quando o procedimento é realizado por especialistas e o paciente segue todas as orientações pré e pós-operatórias, como, por exemplo:

  • não realizar atividades físicas por, pelo menos, 48 horas antes do procedimento de colocação do implante dentário;
  • colocar compressas de gelo para prevenir inchaço e dores;
  • tomar os medicamentos analgésicos, antibióticos e anti-inflamatórios receitados;
  • evitar o consumo de alimentos sólidos e quentes nos primeiros dias.

Quais os sintomas relacionados?

Como você pode perceber, existem muitos riscos de complicações associados aos implantes dentários. Por afetarem uma região sensível, é comum que o paciente perceba algum desconforto durante o pós-operatório. 

Entre os principais sintomas relacionados às complicações, podemos citar: sensação de afrouxamento do dente substituído ou do implante, recessão da gengiva, inchaço, dificuldade ou dor para mastigar, inflamação gengival e/ou dor intensa.

Então, como você pode perceber, os riscos de problemas existem, mas podemos evitá-los. Portanto, caso tenha o desejo de colocar um implante dentário, procure profissionais qualificados no assunto e siga à risca as orientações médicas.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe