Implante Dentário

Tudo O Que Você Precisa Saber Sobre Implante Dentário

Estima-se que, no Brasil, sejam colocados mais de 1 milhão de implantes dentários por ano. A grande procura por este procedimento é explicada pela qualidade dos resultados que pode oferecer, além do benefício estético.

Você sabe como funciona o uso desta prótese? Quer conhecer mais sobre o assunto? Então, recomendamos que leia este texto. A seguir, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre o tema.

O que é um implante dentário?

O implante dentário é um procedimento que consiste na colocação de um pino de titânio no lugar da raiz do dente. Para isso, o pino é fixado cirurgicamente no osso e, após sua integração, coloca-se a prótese definitiva.

Ainda, o titânio é utilizado por ser um material biocompatível. Ou seja, tem a capacidade de fazer com que o osso grude no pino de forma permanente. Assim, elimina-se também o risco de rejeição do implante.

Além disso, esse material não é corrosivo. Dessa forma, mesmo em contato com a umidade da cavidade oral ele não enferruja. Atualmente há uma grande variedade de titânio importado e nacional, ampliando o acesso ao procedimento.

Quando colocar?

Existem diferentes situações que indicam a necessidade de colocação do implante. Por isso, o dentista avalia as necessidades do paciente, identificando o momento ideal para a colocação do implante.

Esse momento ideal costuma ser a partir da perda de um dente. Quando o paciente chega ao consultório com uma fratura ou quebra de raiz que exija a extração, recomenda-se também a colocação do implante dentário.

Porém, além de fazer a avaliação do paciente, o dentista cumpre outros ritos antes de indicar o uso da prótese. Geralmente, consiste na realização de exames que ajudam a avaliar as estruturas da cavidade oral.

Outras situações que levam ao uso do implante são: extração de dentes, perda de dentes por traumas ou outras causas e em casos de agenesia dentária, que é a perda de dentes presente desde o nascimento.

Quando é contraindicado?

Os implantes dentários são contraindicados quando há algum fator de risco que possa comprometer o sucesso do procedimento. Um desses casos é apresentar alguma doença periodontal, uma inflamação no tecido gengival.

Além disso, o tratamento não é recomendado para crianças e jovens que ainda estão em fase de formação óssea. Isso porque o osso não tem a resistência necessária para a execução do procedimento.

Ainda, os implantes não podem ser colocados em pessoas com osteoporose ou que utilizem medicamentos da classe bifosfonatos. Da mesma forma, os fumantes estão contraindicados, pois o fumo prejudica o processo de integração óssea.

Por último, recomenda-se que pessoas com diabetes mellitus descompensado não utilizem os implantes dentários. O mesmo vale para quem está em tratamento contra um câncer e precisa fazer hemodiálise.

Enfim, os implantes dentários são ótimas alternativas de tratamentos para a perda dentária. Portanto, se você já sofreu com esta condição, converse com seu dentista para avaliar a possibilidade de fazer este tratamento.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe