Gengivite: causas, cuidados e tratamentos

A gengivite afeta a gengiva e é uma condição comum e tratável. Se não tratada adequadamente, pode levar a problemas mais graves, como a periodontite. É fundamental buscar boas informações sobre as causas, tratamentos e cuidados para prevenção dessa condição.

Com o objetivo de fornecer todas as informações necessárias sobre a gengivite, suas causas, tratamentos e prevenções, preparamos o texto a seguir. Portanto, não deixe de ler e se informar!

Quais são as principais causas da gengivite?

O acúmulo de placa bacteriana nos dentes e gengivas é a causa da gengivite. A placa consiste em uma película pegajosa e incolor de bactérias que se forma constantemente nos dentes e gengivas.

Caso não seja removida diariamente por meio da escovação e uso do fio dental, a placa pode endurecer e transformar-se em tártaro, que é uma placa endurecida que somente o dentista pode remover. Tanto a placa quanto o tártaro causam irritação nas gengivas, resultando em inflamação, vermelhidão, inchaço e sangramento.

Os fatores de risco para a gengivite incluem má higiene bucal, tabagismo, idade avançada, diabetes, uso de certos medicamentos e problemas imunológicos.

Como é feito o diagnóstico da gengivite?

O dentista ou higienista dental realiza o diagnóstico da gengivite durante uma consulta de rotina. Durante a consulta, eles examinam a sua gengiva em busca de sinais de inflamação, vermelhidão e sangramento.

Além disso, eles avaliam o acúmulo de placa e tártaro nos dentes e gengivas. Caso a gengivite não seja tratada, ela pode progredir para a periodontite, uma doença mais grave que pode resultar em perda óssea e perda de dentes.

Quais os possíveis tratamentos?

O tratamento para a gengivite geralmente envolve a remoção da placa e tártaro dos dentes e gengivas. Um dentista ou higienista dental realiza uma limpeza profissional, utilizando instrumentos especiais para raspar e remover a placa e tártaro das superfícies dos dentes e abaixo da linha da gengiva. Em alguns casos, o dentista pode prescrever um enxaguante bucal antimicrobiano para auxiliar na redução da quantidade de bactérias na boca.

Além disso, o dentista fornece instruções sobre como melhorar a higiene bucal em casa. Isso inclui recomendações de escovar os dentes pelo menos duas vezes ao dia com uma escova de dentes macia e utilizar o fio dental diariamente.

Cuidados para prevenir a gengivite

Para prevenir a gengivite, é necessário adotar uma boa higiene bucal. Isso envolve escovar os dentes pelo menos duas vezes ao dia com uma escova de dentes macia e utilizar o fio dental diariamente. O uso de uma escova interdental ou irrigador oral pode servir para limpar entre os dentes e abaixo da linha da gengiva.

Além disso, é fundamental manter uma dieta saudável e equilibrada, o que fortalece o sistema imunológico e reduz o risco de gengivite. Evitar alimentos ricos em açúcar também contribui para a diminuição da quantidade de bactérias na boca.

Outros cuidados importantes para a prevenção da gengivite incluem parar de fumar ou usar produtos de tabaco, pois o tabagismo é um fator de risco conhecido para essa doença. Além disso, é necessário realizar visitas regulares ao dentista para realizar uma limpeza profissional e passar por exames orais de rotina.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe