gengivite

5 dicas para prevenir a gengivite

Gosto desagradável na boca? Para piorar ainda há inchaço e vermelhidão ao redor dos dentes. Observe o estado da sua gengiva, principalmente, se há sensação de amolecimento. E, se, ao escovar e deslizar o fio dental sai sangue com frequência. Todos esses sintomas têm relação com a gengivite.

Eis um alerta! Mesmo porque como o nome indica trata-se de uma infecção dessa área. Porém, se não for devidamente curada, tende a evoluir para doenças mais graves. Isso quando não causa a perda permanente dos dentes.

Por isso, se você se identificou com a maioria desses sinais, siga com a leitura deste artigo. Sem dúvidas, há boas iniciativas de prevenção nesse sentido. Confira!

 O que é gengivite, afinal?

Certamente, você sabe que a boca é o ambiente ideal para reprodução de bactérias e fungos, certo? Mesmo porque é uma região úmida, com restos orgânicos abundantes. Mais ainda, se não houver higiene adequada. 

Assim, quem tem esse mau hábito, logo, terá uma inflamação na gengiva estimulada por esses “inquilinos indesejáveis”. É só questão de tempo pode acreditar.

Por outro lado, esse problema é mais comum do que se imagina. Sabe-se, por exemplo, que mais de 90% dos brasileiros já tiveram pelo menos um episódio desse tipo na vida.

Ah, então, se é tão normal, nem preciso me preocupar. Errado. Muitos pensam assim e depois sofrem com periodontite o estágio avançado da doença. Quando chega nesse ponto é, de fato, tão doloroso quanto difícil de tratar. 

Agora, pense bem, se dá para reverter o quadro no início, por que não fazê-lo? Melhor ainda é evitar de vez esse transtorno. Confira nos próximos tópicos como prevenir.

1.0 Mantenha hormônios sob controle

Ora, além do descuido na escovação, ou mesmo ausência completa do fio dental, o que mais causa gengivite?  Essa condição pode ser desencadeada pelo descontrole hormonal. Nesse caso as mulheres são mais afetadas, por conta :

  • do ciclo menstrual;
  • da gravidez;
  • uso frequente de anticoncepcionais;
  • e menopausa.

2.0 Confira seu histórico familiar

Porém, não é por isso que os homens devem se descuidar. Já que a tendência de formação das placas bacterianas nessa região pode ter origem genética. Um fenômeno que afeta de forma igual ambos sexos. 

Sendo assim todos devem ter atenção especial aos níveis hormonais. Bem como, é interessante checar o histórico dentário dos pais no consultório odontológico.

3.0 Observe reações adversas

Ademais, se você faz uso de nifedipina e ciclosporina usadas no tratamento da hipertensão. Atenção: também pode apresentar os sintomas característicos acima, se algo assim ocorrer, avise seu médico. 

Quem sabe não seria o caso de trocar esses remédios? Fique de olho, pois esses ativos tendem a intensificar a formação de placas bacterianas. 

4.0 Acerte na limpeza

Por falar em cuidados, é essencial escovar os dentes, pelo menos, três vezes ao dia. Principalmente, entre as refeições e nem precisa dizer que o fio dental é indispensável. Além disso:

  • siga com movimentos verticais e circulares;
  • não se esqueça de repetir atrás dos dentes;
  • escove sem pressa e força;
  • assim como evite cutucar certas áreas com fio dental. Basta, apenas, um gesto;
  • consulte seu dentista sobre a necessidade de enxaguante bucal;
  • mantenha a escova bem guardada e, de preferência, em local fechado e seco. E, troque, com certa regularidade;
  • jamais compartilhe esses itens de higiene pessoal.

5.0 Abandone velhos hábitos

É provável que você saiba o quanto o cigarro é perigoso para a saúde bucal. Claro, que deixar de lado certos vícios não é fácil, porém isso pode ser determinante para sua saúde. 

Além disso, modere o consumo de bebidas alcoólicas e açúcares. Mesmo porque isso interfere de maneira desfavorável em todo organismo. Ou seja, a gengivite é algo preocupante nesse aspecto.

Se há tendência diabética mais um motivo para o alerta. Siga todas as recomendações e confira seu índice glicêmico com frequência. 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto.

Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe