Extração de siso:

Extração de Siso: Do Pré ao Pós-Operatório

Os terceiros molares são dentes que, com a evolução humana, deixaram de ser necessários e passaram a não ter mais espaço na arcada dentária. Com isso, a extração do siso se tornou um procedimento comum e, muitas vezes, imprescindível.

Quer saber mais sobre os cuidados pré e pós-operatórios desta cirurgia? Então, recomendamos a leitura deste texto. A seguir, esclarecemos todas as suas dúvidas sobre o tema.

Como funciona a extração do siso?

O dente siso é um dos últimos a surgir na arcada dentária, o que costuma ocorrer por volta dos 18 anos. Geralmente, os dentistas indicam a retirada em função da ausência de espaço, o que pode comprometer o alinhamento dos outros dentes.

O procedimento de extração inicia pela avaliação pré-operatória e, cumprida essa etapa, a data da cirurgia é marcada. No dia, o paciente recebe anestesia local para não sentir nenhum desconforto. A anestesia geral só é aplicada em casos excepcionais.

Ainda, para a retirada, o cirurgião pode escolher entre duas técnicas: extração com ou sem incisão. Quando o dente siso já nasceu, a extração é simples e não necessita de incisão na gengiva. Caso ele esteja incluso, será preciso fazer a incisão para remover parcialmente o osso que o recobre.

No que se refere aos instrumentos utilizados, os mais comuns são uma alavanca para amolecer o siso, e o fórceps dentário para abraçar a coroa do dente e retirá-lo. O procedimento pode levar cerca de 30 minutos por dente.

Após a extração, o paciente é liberado para voltar para casa, sem necessidade de internamento. A quantidade de dentes removidos em cada cirurgia é definida pelo paciente em conjunto com o cirurgião.

Por fim, ao fim da remoção dos sisos, ficará um espaço vazio na região, o que exige a realização de pontos para fechar o local. Assim, depois da primeira semana, o paciente precisa retornar  à clínica para retirar os pontos.

Cuidados pré-operatórios

Antes da cirurgia, o paciente passa por uma consulta para avaliação pré-operatória. Recomenda-se que a retirada seja feita na idade entre 15 e 20 anos, pois é o momento em que a raiz  do dente não está completamente formada.

Nessa avaliação, o ortodontista ou cirurgião-dentista pedirá as imagens de raio-X da arcada dentária e irá verificar o espaço disponível na boca para abrigar o siso. Esses exames ajudam a identificar a posição do dente, a formação da raiz e a proximidade dos nervos faciais.

Ainda, no dia da extração, o paciente deverá iniciar um tratamento com uso de antibióticos e anti-inflamatórios para evitar infecções e inflamações. Além disso, ele será orientado a não fumar no dia da cirurgia, higienizar bem a boca e fazer refeições leves.

Como é o pós-operatório?

O pós-operatório da cirurgia de extração do siso pode levar até 4 dias. Entre os principais cuidados está a necessidade de utilizar analgésicos para controlar a dor após efeito da anestesia. 

Outro cuidado é usar uma gaze na região do dente operado para evitar sangramentos. No que se refere à alimentação, o paciente não deve consumir alimentos ou bebidas muito quentes e preferencialmente de consistência pastosa.

O repouso também é essencial. Por isso, o paciente não deve praticar exercícios físicos nesse período. Além disso, a higienização oral é de extrema importância e deve ser feita com escovas com cerdas macias e bochechos com antissépticos bucais.

Enfim, com a leitura deste post você conheceu um pouco mais sobre a cirurgia de extração de siso, além dos cuidados pré e pós-operatório. Portanto, se você precisa passar pelo procedimento, siga à risca as orientações do seu médico.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe