Raiz exposta

Exposição radicular do dente: quais as possíveis causas?

exposição radicularUma série de problemas bucais bastante comuns na população podem causar diversos efeitos indesejáveis. Um dos mais corriqueiros é a recessão ou retração da gengiva, cuja consequência imediata é o surgimento de exposição radicular.

A condição é multifatorial, ou seja, inúmeros aspectos podem influenciar direta ou indiretamente no processo. Os  fatores força e inflamação, entretanto, parecem inquestionáveis. A espessura da tábua óssea, juntamente com a  qualidade da gengiva que circunda o colarinho dental são importantíssimos. Podem, a depender do caso, acelerar ou  retardar o seu aparecimento.

Uma força exagerada que seja aplicada a um dente com espessura óssea reduzida ao seu redor tem efeitos deletérios. Se, além disso, a  gengiva for pouco fibrosa, as consequências aos tecidos de suporte do elemento dental serão potencializadas.

Como resultado, tem-se maior sensibilidade com o frio e a escovação principalmente. No entanto, o problema não se encerra aí, pois, em casos mais avançados, a retração de gengiva provoca acúmulo de resíduos na área, alteração estética, mobilidade aumentada e, não raramente,  perda do dente.

Na sequência, serão apresentadas as principais causas de exposição radicular, para que você possa se prevenir e manter sua boca saudável e  seu sorriso sempre em dia.

1- Associação entre bruxismo e exposição radicular

Causada principalmente pela tensão emocional, essa condição, que ocorre inconscientemente, é caracterizada pelo ranger dos dentes  durante o sono. Além de causar a retração de gengiva, também pode ocasionar dores na mandíbula e desgaste dentário.

O ideal é procurar a ajuda de um dentista o mais rápido possível, pois, geralmente, há como diminuir a intensidade do problema com  tratamento adequado. Vale ressaltar que a força empregada sobre os dentes, no bruxismo, chega a ser até 5 vezes maior do que o  máximo de força que conseguimos aplicar conscientemente.

2- Escovação

Muitas pessoas acreditam que o ato de escovar os dentes com muita força e de usar escovas com cerdas duras ajudam a reduzir a formação  de placa bacteriana. Além de não ser verdade, esses comportamentos podem, de fato, causar o afastamento da gengiva e, consequentemente,  a exposição radicular devido à fricção intensa. O ideal é utilizar escovas com cerdas macias, evitando-se aplicar forças exageradas.

3- Má oclusão

Dentes mal-posicionados, por distribuírem de maneira não homogênea as forças mastigatórias, são potenciais causadores de retração  gengival. O mesmo se dá com procedimentos corretivos de ortodontia que tenham como objetivo alinhar os dentes para melhorar a oclusão.  Embora sejam grandes aliados de dentistas e pacientes, quando há excesso de força para sua execução, a gengiva pode recuar.

4- Inflamação na gengiva

Como visto acima, uma das causas do problema é a inflamação da gengiva, normalmente causada por infecções. Por isso, em caso de  qualquer alteração, um profissional deve ser imediatamente consultado.

Uma vez que se tenha consciência das causas de retração da gengiva, medidas preventivas devem ser adotadas. Com escovação correta e  consultas regulares ao dentista, existem grandes chances de se evitar a exposição radicular, mantendo-se, aliás, um sorriso esteticamente  agradável e uma boca saudável.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, de tal forma que e ficarei muito feliz em responder  aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em  Barbacena!

 

 

 

 

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe