tratamentos periodontais

Dois tratamentos periodontais não cirúrgicos

Os tratamentos para as doenças periodontais podem ser cirúrgicos ou não cirúrgicos, dependendo do quadro do paciente e estágio do problema. Sendo assim, é fundamental passar pela avaliação do dentista para prescrição do melhor procedimento.

Nesse sentido, os cuidados com a doença periodontal são essenciais, principalmente por afetar os tecidos e estruturas que seguram os dentes. Contudo, a falta de tratamento adequado pode causar quadros sistêmicos e a perda da dentição.

Os assuntos relacionados a saúde bucal ainda são motivo de dúvidas para muitas pessoas e para cuidar dos dentes, é fundamental esclarecer bem o tema. Para ajudar, confira neste post, dois tratamentos periodontais não cirúrgicos!

As causas dos problemas periodontais

As doenças e problemas periodontais estão geralmente associadas a formação de uma placa bacteriana e se não for devidamente tratada e higienizada as gengivas ficam inflamadas, provocando sintomas desagradáveis.

As principais causas dos problemas periodontais são:

  • alterações hormonais: sobretudo em mulheres, produzindo uma maior sensibilidade nas gengivas;
  • diabetes: os pacientes que sofrem de diabetes têm mais tendência a desenvolver infeções nas gengivas;
  • dieta desequilibrada: a alimentação ruim e pouco nutritiva é um fator de risco para a saúde bucal;
  • má higiene oral: é fundamental escovar os dentes após cada refeição, assim como complementar a limpeza com fio dental;
  • predisposição genética: algumas pessoas têm tendências genéticas a desenvolver doenças periodontais;
  • secura da boca: também é um fator a considerar pois, aumenta o risco e sensibilidade da gengiva;
  • tabagismofumar é um dos fatores de maior risco.

2 tipos de tratamentos periodontais não cirúrgicos

Em alguns casos é possível realizar o tratamento periodontal sem a necessidade de uma intervenção cirúrgica, sobretudo, com excelentes resultados. Para tanto, a avaliação de um dentista especialista é fundamental.

Veja os principais tratamentos periodontais não cirúrgicos!

1. Raspagem do tártaro e placas bacterianas

A raspagem supragengival e subgengival é uma forma de tratamento que retira mecanicamente as placas e tártaros acumulados. É uma parte da limpeza profissional extremamente importante, pois retira sujeiras para a gengiva permanecer homogênea.

Também pode ser realizado o alisamento radicular, para estimular o crescimento e regeneração do tecido interno da gengiva. O procedimento tem o objetivo de eliminar placas que causam as inflamações e doença periodontal.

2. Irrigação oral

Além da limpeza profissional e profunda para remover as placas bacterianas, a irrigação oral nos locais afetados também é uma forma de tratar a doença periodontal. Nesse processo o periodontista aplica medicamentos específicos para combater e matar as bactérias presentes nos tecidos e sulcos.

Consultar um dentista é essencial

Para ter orientações seguras para um tratamento eficiente, a melhor alternativa é procurar um dentista especializado em periodontia. O profissional pode avaliar cada detalhe do quadro e determinar a melhor solução para cuidar da saúde bucal do paciente.

Além disso, o periodontista pode realizar procedimentos para tratar com eficácia a doença periodontal, seja com procedimentos cirúrgicos ou não. Assim, você terá maior tranquilidade e saberá exatamente o que fazer para preservar os seus dentes e gengiva.

Como você percebeu no contexto desse artigo, os tratamentos periodontais não cirúrgicos são eficientes para manter a correta higienização oral. No entanto, o acompanhamento clínico é crucial para evitar que a doença evolua a situações em que a cirurgia é inevitável.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe