doenças periodontais

Qual a relação entre doenças periodontais e fatores psicológicos?

Durante toda a nossa vida, somos ensinados sobre a necessidade de desenvolver bons hábitos de higiene bucal. Esses ensinamentos são corretos e válidos, pois existem diversas patologias graves que podem afetar a nossa boca. Porém, o que poucos sabem é que existem fatores psicológicos que podem desencadear algumas doenças periodontais. Você sabia disso? Pois é, a associação de doenças periodontais com problemas psicológicos não é um assunto tão falado. Por isso, preparei esse texto para mostrar para você como esses fatores psicológicos podem afetar a sua saúde bucal.

O que são as doenças periodontais?

São classificadas nesse grupo, as doenças que se caracterizam por uma infecção na estrutura e no suporte dos dentes. Essa infecção pode ser provocada por bactérias ou fungos, presentes nas placas. Placas, por sua vez, são películas que se forma sobre os dentes e, portanto, a principal razão para o desencadeamento de doenças periodontais. Quando a placa bacteriana não é removida nas primeiras 72 horas, ela se cristaliza e forma um cálculo dental, conhecido como tártaro. A retirada do tártaro já não é possível apenas com uma boa escovação ou uso de fio dental, sendo necessária a consulta com um dentista para que ele realize o procedimento. As manifestações mais comuns dessas doenças são a gengivite e a periodontite. Gengivite é a inflamação da gengiva causada pelo acúmulo de placa bacteriana que se deslocou dos dentes para o tecido gengival. Esse processo inflamatório pode acarretar em retração da gengiva, mau hálito e dor. Periodontite é a evolução do quadro de gengivite. Ocorre quando a inflamação atinge as fibras e os ossos, formando bolsas periodontais, afastando os dentes da gengiva e acarretando na perda dos dentes. Se não for tratada, pode levar, inclusive, a problemas cardíacos. Um outro problema que ocorre, apesar de em menor frequência, é a gengivite ulcerativa necrosante aguda (GUNA), conhecida como boca de trincheira. Esse quadro é a evolução do estágio da periodontite. Essa doença provoca a necrose dos tecidos moles e a destruição das fibras e dos ossos de sustentação dos dentes.

Quais são as causas dessas doenças?

A principal causa da doença periodontal é o excesso de placa bacteriana. Porém, existem outros fatores que podem desencadear a inflamação da gengiva. Dentre eles, por exemplo, podemos citar:
  • diabetes;
  • artrites reumatoides;
  • gravidez;
  • tabagismo.

Mas, qual a relação dessas doenças com fatores psicológicos?

De acordo com novos estudos, a gengivite e a periodontite também podem ser desencadeadas por fatores psicológicos. O estresse promove a liberação das substâncias cortisol, epinefrina e norepinefrina que, entre outras coisas, aumentam a ação inflamatória e reduzem a imunidade. Geralmente, pessoas estressadas dedicam pouca atenção a sua higiene oral, fumam e se alimentam de forma inadequada. Esses três fatores podem produzir uma inflamação no tecido gengival. Além disso, o estresse torna a saliva mais ácida em função da ação das substâncias endógenas que libera e pela ingestão de antidepressivos e ansiolíticos. Então, para evitar ser acometido por uma doença periodontal, não basta manter uma boa higiene. É preciso estar atento à sua rotina, aos seus hábitos de vida. Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!
Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe