doenças periodontais

Quais as doenças periodontais mais comuns

As doenças periodontais ou gengivais são condições inflamatórias patológicas do suporte da gengiva e do osso (tecidos periodontais) que envolvem os dentes. Neste post, conheceremos um pouco mais sobre essa enfermidade, suas causas e tratamento. Acompanhe!

Doenças periodontais mais comuns

Há dois tipos da doenças que são consideradas mais comuns:
  • Gengivite — inflamação da margem gengival;
  • Periodontite — inflamação que afeta os ossos e tecidos dos dentes.

Gengivite

A maioria das crianças tem sinais de alguma inflamação do tecido gengival. Já entre os adultos, o estágio inicial da doença gengival é prevalente. Esta condição é denominada gengivite e é caracterizada por vermelhidão das margens da gengiva, inchaço e sangramento na escovação. Geralmente, ocorre em formas crônicas e agudas:
  • aguda: associada a infecções específicas, microrganismos ou trauma;
  • crônica do tecido gengival ao redor dos dentes: associada ao biofilme bacteriano (placa) que cobre os dentes e as gengivas.
A gengivite já foi vista como o primeiro estágio de um processo degenerativo crônico que resultou na perda tanto da gengiva quanto do tecido ósseo ao redor dos dentes. Atualmente, reconhece-se que ela pode ser revertida por meio de práticas eficazes de higiene pessoal.

Periodontite

Quando a doença periodontal afeta o osso e o tecido de suporte, é denominada periodontite. Ela é caracterizada pela formação de bolsas ou espaços entre o dente e a gengiva. Ainda, pode progredir e causar destruição periodontal crônica, levando ao afrouxamento ou perda de dentes. A progressão da doença da gengiva é influenciada por vários fatores, que incluem a higiene bucal e a predisposição genética. Um dos desafios para a detecção precoce é a sua natureza “silenciosa” — a doença não causa dor e pode progredir sem ser notada. Em seus estágios iniciais, sangramento nas gengivas durante a escovação pode ser o único sinal. À medida que a doença avança e as gengivas se deterioram, o sangramento pode parar e não haverá sinal mais evidente até que os dentes comecem a se soltar. Na maioria dos casos, a doença periodontal responde ao tratamento e, embora a destruição seja em grande parte irreversível, sua progressão pode ser interrompida.

Causas das doenças periodontais

É comum que formas mais graves da doença periodontal se apresentem em:
  • indivíduos com sistemas imunológicos comprometidos, por exemplo, aqueles com diabetes, infecção por HIV, leucemia e síndrome de Down;
  • fumantes e diabéticos com fatores de risco bem estabelecidos.
A gengivite ulcerativa necrosante aguda (doença de Vincent) ocorre quase exclusivamente em fumantes. A dieta também tem impacto sobre a saúde periodontal, tanto da perspectiva do acúmulo de placa como das respostas imunoinflamatórias do corpo. Além disso, o estresse também tem sido associado à doença periodontal, mas não está claro se a relação tem uma base fisiológica ou se deve simplesmente ao fato de que indivíduos sob estresse têm menor probabilidade de realizar uma boa higiene oral regular.

Tratamento para as doenças periodontais

É da responsabilidade do dentista garantir que qualquer tratamento dentário fornecido minimize a retenção da placa — isso faz parte do planejamento do tratamento. Deve ser dado um claro conselho sobre a necessidade da manutenção da limpeza dos dentes, dentaduras e aparelhos ortodônticos de forma eficaz e regular. Também deve ser feita a remoção de placa que não pode ser removida por meio da escovação durante a consulta ao dentista. Embora o tratamento profissional apropriado seja importante, deve-se ressaltar que a maior prioridade para o controle da placa é a higiene bucal diária efetiva pelo indivíduo. As doenças periodontais podem ser prevenidas com:
  • boa escovação e uso de fio dental;
  • visitas regulares ao dentista;
  • combate aos fatores de risco comportamentais e ambientais (tabagismo, estresse, dieta inadequada).
Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!
Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe