Doença Periodontal

4 Sinais de que Você Tem Doença Periodontal

Certamente, você ouve desde criança os seus pais falando sobre a importância de escovar os dentes e/ou de usar o fio dental. De fato, eles tinham razão. A higiene bucal é fundamental para evitar, por exemplo, a doença periodontal.

Já ouviu falar nessa condição? Sabe como identificá-la? Então, você precisa ler este texto. Nele, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Se tem interesse, continue a leitura.

O que é a doença periodontal?

Trata-se de uma condição que se caracteriza por uma infecção provocada por bactérias ou fungos que se desenvolve na estrutura e no suporte dos dentes, formando as chamadas e temidas placas bacterianas. 

Ainda, a placa é uma película que se forma sobre os dentes e é a principal causa para o desenvolvimento de doenças periodontais. Quando não é removida nas primeiras 72 horas, essa placa se cristaliza, formando o tártaro.

A retirada do tártaro não é possível apenas com uma boa escovação ou uso de fio dental, sendo necessária a consulta com um dentista para que ele realize o procedimento. No que se refere à doença periodontal, a gengivite e a periodontite são as manifestações mais comuns.

No primeiro caso, trata-se de uma inflamação da gengiva causada pelo acúmulo de placa bacteriana que se deslocou dos dentes para o tecido gengival. Esse processo inflamatório pode acarretar em retração da gengiva, mau hálito e dor.

Já a periodontite é a evolução do quadro de gengivite. Ocorre quando a inflamação atinge as fibras e os ossos, formando bolsas periodontais, afastando os dentes da gengiva e acarretando na perda dos dentes. Se não for tratada, pode até provocar um problema cardíaco chamado de endocardite.

Aprenda a identificar a doença periodontal

A doença periodontal pode trazer graves consequências quando não tratada. Por isso, é fundamental desenvolver o hábito de revisar diariamente a boca. A seguir, listamos 4 sinais que ajudam a identificar a formação deste problema.

1) Aspecto da gengiva

Em condições normais, o osso e a gengiva se adaptam e envolvem o dente. Quando há uma periodontite, esses tecidos de suporte são destruídos, facilitando a formação de bolsas que acumulam restos alimentares, células mortas e bactérias ao redor do dente.

Nessa situação, você perceberá a gengiva vermelha,inchada ou flácida, uma separação maior entre o tecido gengival e os dentes e, em casos mais severos, a presença de pus ao redor dos dentes e na bolsa gengival.

Com o passar do tempo, essas bolsas se aprofundam, formando um espaço ainda maior para as bactérias. A evolução deste quadro faz com que a contaminação avance para abaixo da margem da gengiva, promovendo a destruição óssea, retração da gengiva e a perda do dente.

2) Sangramento

A gengivite é o primeiro estágio da doença periodontal e causa a inflamação da gengiva. Quando já está instalada, é comum que haja sangramento durante a escovação e/ou o uso do fio dental. Nesta etapa o quadro ainda pode ser revertido.

3) Mau hálito

Outro sintoma comumente associado à periodontite é o mau hálito. Em função de todo o processo inflamatório que ocorre nos tecidos de suporte e o acúmulo de bactérias e restos de alimentos, o indivíduo desenvolve um odor ruim na boca.

4) Dor de dente e dentes moles

A doença periodontal é dividida em estágios. Ela surge como uma gengivite, evolui para uma periodontite e, caso não seja tratada, pode levar a perda óssea. Quando está nesta etapa mais grave, o paciente sente dor de dente e também percebe que um ou mais dentes estão amolecidos.

Então, como você pode perceber, a doença periodontal pode ser revertida quando diagnosticada precocemente. Por isso, crie o hábito de analisar os seus dentes e a sua gengiva e, caso perceba algo diferente, converse com seu dentista.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe