dente siso

O Que É o Dente Siso e Quando É Indicada a Sua Retirada?

Com a evolução do ser humano, a arcada dentária foi reduzindo de tamanho. Em conjunto com as mudanças que ocorreram em nossa alimentação, restou menos espaço e não há mais utilidade para os 32 dentes, especificamente para o dente siso.

Por isso, não é raro que, quando nascem, esses dentes precisam ser removidos, pois podem causar prejuízos ao equilíbrio da arcada dentária. Neste artigo, você irá entender mais sobre esse assunto.

Antes, o que é o dente siso?

Os terceiros molares, como são chamados os sisos, são os últimos dentes a se formarem. Em condições normais, espera-se pelo nascimento de 4 dentes sisos, 2 superiores e 2 inferiores, que ficam atrás de todos os outros dentes.

Como tendem a completar sua formação entre as idades de 15 a 25 anos, raramente encontram espaço suficiente para nascerem sem causar problemas. Por isso, a melhor opção é removê-los.

Ainda, os dentes sisos eram necessários na pré-história, quando os humanos possuíam mandíbulas maiores e mais fortes, e havia a necessidade de mastigar alimentos mais rígidos, como a carne crua. 

Assim, os terceiros molares exerciam uma importante função. No entanto, com a evolução do mundo, não mantemos mais os mesmos hábitos e nem temos as mesmas necessidades, o que inutilizou esses dentes.

Quando remover?

A extração dos sisos é necessária sempre que a sua erupção pode causar algum prejuízo à saúde do indivíduo. Geralmente, a dor de dente é o primeiro sinal que justifica a necessidade desse procedimento.

Além disso, pode provocar dificuldades na mordida, desconforto ou desalinhamento dos molares. O dentista é quem avalia e determina se será ou não preciso removê-los. Para isso, pode solicitar exames de raio-X para confirmar a posição do dente.

Porém, existem casos em que os pacientes têm mandíbulas maiores, o que permite comportar os quatro dentes e não demanda a extração. Outro ponto é que nem sempre o nascimento dos terceiros molares causa dor ou inflamação, variando de pessoa para pessoa.

Assim, para ter a exata noção do que precisa ser feito, recomenda-se que pessoas com idade entre 15 a 18 anos façam uma avaliação com o dentista, antes do nascimento dos sisos, para verificar se será necessária sua remoção.

O que acontece se não remover?

Quando não há acompanhamento de um dentista, os sisos podem provocar desconforto e continuam a nascer. Se o indivíduo desconhecer a necessidade de extrair esses dentes ou prefere esperar, ele fica suscetível a alguns problemas.

Dores, inchaços, infecções e até desalinhamento dos dentes podem ocorrer em decorrência do crescimento dos terceiros molares. Por isso, é muito importante fazer visitas frequentes ao dentista e realizar tratamento preventivo.

Como é a extração?

A retirada dos sisos é feita da mesma forma que se removem outros dentes: o paciente recebe anestesia local e o cirurgião-dentista faz a extração com instrumentos cirúrgicos. Geralmente, o procedimento leva cerca de 30 minutos, a depender da complexidade.

Quando o dente é removido, o dentista faz a sutura na região e pede que o paciente morda um pedaço de gaze por alguns minutos para conter possíveis sangramentos. No pós-operatório, é normal ocorrer dor ou inchaço, especialmente nos primeiros dias após a extração.

As orientações médicas mais comuns são tomar a medicação prescrita pelo dentista, reforçar a higiene bucal nesse período, limpando de forma suave, consumir apenas alimentos líquidos/pastosos nas primeiras 24 horas e repouso nos primeiros dias do pós-operatório.

Então, se você tinha dúvidas sobre o dente siso e a necessidade de extração, com a leitura deste artigo você entendeu tudo o que precisava. Portanto, mantenha uma rotina de visitas ao dentista e evite situações desconfortáveis.
Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe