consulta de rotina

De quanto em quanto tempo devo fazer uma consulta de rotina no dentista?

Muitas pessoas não têm o hábito de fazer uma consulta de rotina com um dentista regularmente. 

Nesse sentido, ao invés de adotar a consulta de rotina para a prevenção de problemas odontológicos, é bastante comum perceber a necessidade de buscar por esse profissional, somente quando há manifestação de alguns sintomas.

As visitas regulares são muito importantes para manter a saúde bucal em dia, para que não seja necessário fazer nenhum tipo de intervenção que seja mais complexa no futuro.

Frequência ideal da consulta de rotina

Uma das melhores maneiras de cuidar da saúde é prevenindo os problemas futuros. Sendo assim, ir ao consultório do dentista deveria ser um hábito preventivo, e não somente para buscar tratamento.

As pessoas, erroneamente, esperam que os sintomas apareçam para consultar o especialista. Por esse motivo, os problemas tendem a se agravar, exigindo a realização de procedimentos mais complexos, que podem ser demorados e desagradáveis.

Portanto, a consulta preventiva ao dentista é muito mais aconselhável e tranquila do que a de urgência. E tem a intenção de complementar os cuidados em casa, identificar problemas ainda em fases iniciais e realizar intervenções, como a profilaxia, que evitarão as doenças bucais.

Dessa forma, a frequência considerada ideal para comparecer ao dentista é a cada seis meses. 

Ou seja, duas vezes por ano, para que ele possa examinar sua boca e dentes, auxiliando na manutenção do equilíbrio da saúde bucal e uma boa aparência para o sorriso.

O procedimento nessas consultas costuma ser padronizado: o profissional faz uma análise dos dentes e da boca e realiza a limpeza de consultório.

Análise dos dentes e da boca

Esse é um procedimento bem simples, no qual o dentista observa todos os dentes, a garganta, a língua, bochechas, gengivas e outras estruturas bucais. Nesse caso, o objetivo é diagnosticar possíveis sintomas de problemas e condições que requeiram algum tratamento, como inflamações ou cáries.

A limpeza de consultório

Voltado à profilaxia, esse procedimento consiste na utilização de equipamentos e instrumentos para fazer uma limpeza mais profunda nos dentes. É feita a remoção do tártaro (tartarectomia) e, depois de polidos, os dentes recebem uma aplicação de flúor.

A limpeza é essencial, pois durante o procedimento o profissional remove resíduos de alimentos que se alojam em locais onde a escova e nem o fio dental conseguem chegar.

Com esse tipo de limpeza são evitadas complicações mais agudas, como a periodontite e a gengivite.

Quando o dentista identifica um problema, ele faz outras intervenções mais específicas de acordo com a necessidade do paciente. 

Entretanto, quando a pessoa faz a higiene correta em casa e tem o hábito de comparecer ao dentista a cada seis meses, dificilmente terá alguma doença.

Ademais, na consulta ao dentista ele também orienta e recomenda ao seu paciente cuidados para serem adotados em casa, como usar uma boa escova de dentes, passar sempre o fio dental após as refeições, além de beber bastante água.

Ele indica, ainda na consulta de rotina, produtos que potencializam o tratamento dos dentes e ensina como usá-los adequadamente, aproveitando assim os seus benefícios ao máximo.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe