Cirurgia ressectiva

Cirurgia ressectiva: indicações e realização

Um dos problemas que afetam a saúde bucal com maior frequência são as doenças periodontais. Essas patologias são infecções bacterianas que acometem o tecido gengival e a estrutura óssea dos dentes, provocando vermelhidão, inchaço e perda óssea. A cirurgia ressectiva é o tratamento mais eficiente para sanar esse tipo de problema. Você conhece as doenças periodontais? Já ouviu falar nessa procedimento? Então, continue a leitura e entenda mais sobre o tema.

O que é uma cirurgia ressectiva?

Damos esse nome ao procedimento cirúrgico de remoção de uma parte das estruturas da região buco-maxilar. Essas estruturas podem ser, por exemplo, o osso, a gengiva ou a raiz dental. O procedimento é realizado, de acordo com indicação do especialista, como forma de tratamento para algumas doenças bucais graves.

Quem precisa fazer esse procedimento?

O procedimento é indicado, primordialmente, para a eliminação ou redução da bolsa periodontal. Além disso, para a melhora do contorno gengival e manutenção da saúde bucal do paciente. A bolsa periodontal se desenvolve a partir do acúmulo das bactérias abaixo da linha da gengiva. Esse acúmulo ocorre em função da má higiene bucal, pois a placa bacteriana e os resíduos alimentares não são removidos, provocando a gengivite. O agravamento do acúmulo de bactérias abaixo da gengiva faz com que os tecidos que circundam os dentes se degradem. Essa degradação permite que a doença avance e infeccione a raiz do dente, fazendo com que ele se solte. Outra indicação para a realização de uma cirurgia ressectiva é a condição conhecida como sorriso gengival. Essa patologia é caracterizada pela exposição excessiva da gengiva quando o paciente está sorrindo. Os pacientes de hiperplasia gengival também podem receber a recomendação para a realização desse procedimento. A hiperplasia é o aumento do número de células da gengiva, causando o seu crescimento excessivo.

Como a cirurgia ressectiva é realizada?

O procedimento pode ser realizado de maneiras distintas, variando conforme o quadro do paciente. Os procedimentos mais realizados são o retalho gengival, a gingivectomia e a gengivoplastia. O retalho gengival é indicado, principalmente, para pessoas que sofram com periodontite. Se as bolsas periodontais possuírem mais de 5 milímetros de profundidade, essa cirurgia pode ser prescrita com o objetivo de reduzi-las. Para fazer o retalho gengival, o periodontista realiza um corte no tecido gengival para que se separe do dente. Em seguida, faz uma limpeza na região por meio de um aparelho e remove, manualmente, o tártaro, a placa bacteriana e a película abaixo das bolsas. A gengivectomia é recomendada para os casos de sorriso gengival. Essa cirurgia favorece a restauração da região, reestabelece a anatomia e as relações entre os dentes e a gengiva. O objetivo desse procedimento é corrigir o excesso de gengiva e melhorar a proporção na região para que o paciente tenha um sorriso mais harmonioso. A cirurgia é simples e consiste na retirada de 1 ou 2 milímetros de tecido gengival. Outra alternativa semelhante é a gengivoplastia que promove a correção estética dos defeitos gengivais e dos tecidos moles da região. Indicada para casos de retração gengival e também para pacientes que tenham sorriso gengival. A gengivoplastia consiste em remodelar o tecido gengival que fica ao redor dos dentes, melhorando sua aparência. Entendeu agora o que é uma cirurgia ressectiva? Caso sofra com algum desses problemas mencionados, procure um periodontista para que avalie o seu caso. Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!
Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe