Apicectomia

Apicectomia: O Que É E Quando Deve Ser Feita

Uma lesão no dente sempre traz desconforto estético, além de afetar a sua função. Nesses casos, a apicectomia surge como uma alternativa de tratamento, principalmente se a área acometida for a ponta do dente.

Você já ouviu falar nessa técnica? Sabe como ela é realizada ou quando é indicada? Caso não, recomendamos a leitura deste post. Nele, traremos todas as respostas que você tanto precisa.

O que é apicectomia?

A apicectomia, também conhecida como cirurgia periapical, é um procedimento cirúrgico realizado no ápice da raiz dos dentes e tem como objetivo remover lesões intraósseas de origem infecciosa que se formam nessa região e destroem o osso maxilar ou mandibular.

Ainda, a evolução de uma lesão na raiz do dente é gradativa e demorada. Em função disso, tende a ser diagnosticada apenas através de radiografia. A apicectomia é utilizada para remover a lesão e a ponta da raiz dentária.

Quando é indicada?

A principal indicação para esta cirurgia é a presença de uma infecção dental persistente e irreversível através de tratamentos mais conservadores. Isso porque o tratamento de canal é um recurso muito utilizado.

Porém, nem sempre é uma medida efetiva, o que exige a realização da apicectomia. Outras situações que podem ser tratadas por esta cirurgia são:

  • presença de dilacerações nas raízes;
  • perfurações no último terço das raízes;
  • fraturas causadas em procedimentos cirúrgicos.

Além disso, a apicectomia pode ser usada com último recurso para evitar a extração e consequente perda do dente e para o tratamento de condições que colocam em risco o sucesso do tratamento endodôntico.

Como é a cirurgia?

A cirurgia periapical, como é chamada, exige anestesia local. O acesso à lesão se dá por via oral, no lado exterior do maxilar. Uma incisão é feita para descolar uma parte da gengiva e outras estruturas, permitindo a visualização da lesão periapical.

Em seguida, realiza-se a extirpação da área lesionada através de corte dos últimos milímetros ou das raízes dos dentes envolvidos. Por fim, a gengiva é suturada podendo ou não ser realizado o preenchimento com osso sintético.

Como é o pós-operatório?

A recuperação no pós-operatório comumente gera algum grau de incômodo para o paciente, podendo apresentar inflamação e dor, além de manchas roxas na região. No entanto, o procedimento não exige grande repouso.

Geralmente, o paciente retoma suas atividades diárias no dia seguinte à cirurgia. Porém, o paciente precisa tomar alguns cuidados básicos para promover uma rápida cicatrização, tais como, não realizar grandes esforços, aplicar bolsas de gelo, usar os medicamentos prescritos e fazer a higiene bucal corretamente.

Enfim, a apicectomia é uma alternativa eficiente no tratamento de infecções dentárias severas. Porém, é um procedimento simples e de rápida recuperação. Portanto, se você sofre com alguma lesão no ápice do dente, converse com seu dentista sobre esta cirurgia.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe