Antisséptico Bucal

Antisséptico Bucal: ele pode aumentar sua pressão arterial?

Segundo estudo publicado na revista científica Frontiers in Cellular and Infection Microbiology, o uso de antisséptico bucal pode elevar a pressão arterial sistólica, pois possui componentes que matam as bactérias que ajudam a regular nossa pressão.

Você já ouviu falar a respeito disso? Tem utilizado antisséptico bucal no seu dia-a-dia? Caso sim, não deixe de ler este post. Nele, explicaremos tudo sobre a relação entre esse produto e a pressão arterial.

Qual a relação entre antisséptico bucal e pressão arterial?

Os enxaguantes bucais, conhecidos como antissépticos, são muito comuns para melhorar a higienização bucal e até prevenir as doenças periodontais. Porém, em alguns casos, os riscos que esses produtos oferecem são maiores que os benefícios.

Em primeiro lugar, nossa boca é habitada por colônias de bactérias ruins, como aquelas que formam a placa bacteriana e, consequentemente, a gengivite e outras doenças bucais. Por outro lado, existem certos microrganismos considerados como “bons” para a nossa saúde.

Esse é o caso das bactérias que ajudam a converter o nitrato da dieta em óxido nítrico (NO), uma molécula que ajuda a manter a pressão arterial normal. Assim, quando estão em um nível de equilíbrio, esse controle funciona, garantindo a regulação.

Contudo, quando há um desequilíbrio, a pressão arterial pode aumentar. Isso é o que ocorre quando há o uso frequente de antissépticos bucais com clorexidina, pois essa substância pode eliminar as bactérias boas da boca, prejudicando o mecanismo de regulação.

Segundo a pesquisa que mencionei acima, o uso de clorexidina duas vezes ao dia está associado a um aumento significativo na pressão arterial sistólica e a uma elevação nas bactérias redutoras de nitrato na língua.

Entretanto, é preciso esclarecer que nem todos os enxaguantes bucais possuem clorexidina em sua composição. Além disso, este produto deve ter uso temporário, para tratamentos específicos e por tempo determinado.

O que é o óxido nítrico?

O NO é um gás solúvel armazenado no revestimento dos vasos sanguíneos (endotélio). Ele é produzido no interior das células endoteliais a partir do aminoácido-L-arginina, atuando como uma molécula de sinalização.

Ainda, o óxido nítrico garante a plenitude das funções endoteliais, cuida da saúde cardíaca e  auxilia no fluxo do sangue através da dilatação das artérias, o que permite que oxigênio e nutrientes sejam transportados pelo corpo.

Além disso, conforme o estudo, o microbioma oral tem o potencial de fornecer uma função simbiótica importante na fisiologia da pressão arterial humana, contribuindo para a geração de NO.

Como manter a saúde bucal sem o uso de antissépticos?

Os antissépticos não são essenciais para a manutenção da saúde bucal. Embora sejam eficientes no papel que se propõem a cumprir, esses produtos podem ser substituídos por uma boa rotina de higienização bucal.

Dessa forma, a escovação correta, o uso diário de fio dental e a realização de limpezas regulares com um dentista são suficientes para manter os dentes e gengivas saudáveis.

Para potencializar os efeitos, você também pode cuidar da sua alimentação. Por exemplo, ao reduzir o consumo de açúcar você minimiza o risco de cáries. O mesmo ocorre com o consumo de alimentos ricos em magnésio e vitamina K2, essenciais para o fortalecimento dos ossos.

Enfim, como você pode perceber, não recomendamos o uso de antissépticos bucais, salvo exceção se for prescrito e por um curto prazo. Portanto, se você utiliza este produto por conta própria, converse com seu dentista.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter. Ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe