Afta bucal

Afta bucal: causas e tratamentos

A afta bucal é uma pequena ferida ou úlcera, geralmente superficial, que pode aparecer em várias partes da boca: nas margens dos lábios, bochechas e língua, por exemplo.

Em alguns casos, essas úlceras podem causar muita dor e incômodo, atrapalhando a alimentação. Além disso, a afta pode causar febre.

Na maior parte dos casos, as feridas tendem a desaparecer sozinhas, com o passar do tempo. Entretanto, se demorar mais que 3 semanas, o especialista em saúde bucal deve ser consultado, com o objetivo de avaliar se sua ocorrência não sugere que algo mais complexo esteja ocorrendo com o corpo.

Saiba mais sobre a afta bucal a seguir.

Quais são as principais causas da afta bucal?

Por trás das aftas temos inúmeras causas. Em algumas pessoas, a condição pode ser sinal de que o sistema imunológico não está bem. Elas também podem se manifestar como uma resposta a episódios de ansiedade e estresse.

Dentre outras causas temos:

  • Uma dieta rica em alimentos ácidos pode contribuir para o surgimento de lesões na boca, causando as aftas;
  • Aparelhos ortodônticos recém colocados podem lesionar a boca da pessoa, já que ela ainda não está acostumada;
  • Ferimentos causados durante a escovação e por acidentes, como morder alguma parte da boca enquanto se alimentava.

As lesões que surgem na boca, não importando o que as originou, podem evoluir para uma afta se não tratadas adequadamente.

Exames e diagnósticos

O diagnóstico da afta bucal toma como base o histórico da pessoa e a análise visual da úlcera, que é feita durante o exame clínico. A partir disso, o especialista já pode ter uma ideia se são feridas que não precisam de muita atenção ou lesões um pouco mais importantes.

Em alguns casos, pode ser necessário que a pessoa faça exames laboratoriais, especialmente quando existe a suspeita da presença de infecções.

Como tratar e prevenir a afta bucal

Uma vez que as aftas se curam sozinhas, os tratamentos são mais voltados para a diminuição dos sintomas. Nos casos mais simples, anestésicos, anti-inflamatórios e antissépticos são os principais recursos usados.

Quando a situação é mais complexa, o especialista poderá recomendar o uso de anti-inflamatórios mais fortes, a exemplo dos corticoides.

Vale lembrar que, seja tomando alguma medicação ou não, alguns cuidados são essenciais para evitar que o problema piore. Algumas dicas nesse sentido são:

  • Evitar traumas na mucosa bucal;
  • Fazer a correta higiene bucal;
  • Evitar alimentos muito condimentados, pois eles podem acentuar a dor;
  • Alimentos quentes, salgados e ácidos também devem ser evitados;
  • Procurar ter uma alimentação mais leve até que a afta se cure;

Muitas pessoas usam o bicarbonato de sódio para aliviar os incômodos causados pelas aftas. No entanto, esse composto, além de ineficaz, pode fazer com que o problema piore.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe