Gengivite

5 Hábitos Para Reduzir os Riscos de Gengivite

A gengivite é uma inflamação que acomete o tecido gengival e que tem como principal sintoma a presença de sangue na região ao escovar os dentes ou usar o fio dental. A causa mais comum desse problema é a má higiene bucal.

Neste sentido, a partir de uma simples mudança de hábitos é possível reduzir os riscos para essa condição. Então, se você já sofre com o quadro ou tem interesse em evitá-lo, recomendamos a leitura deste artigo.

1 – Cuide da sua higiene bucal

Como a falta de higiene bucal é a principal causa para essa inflamação, a melhor forma de preveni-la é adotando uma rotina de limpeza da cavidade oral, eliminando resíduos de comidas e impossibilitando a proliferação de bactérias.

Quando não cuidamos da saúde bucal, criamos o ambiente perfeito para a multiplicação de bactérias que se instalam na região e formam a placa bacteriana que, consequentemente, leva à gengivite.

Neste sentido, para reduzir os riscos desse problema, escove os dentes, a língua e a gengiva diariamente após as refeições. Além disso, não ignore o importante papel desempenhado pelo fio dental.

2 – Use o fio dental regularmente

Diferente da escova de dentes, o fio dental é capaz de acessar áreas onde há acúmulo recorrente de resíduos alimentares. Por isso, quando você não o utiliza, está colaborando para o aparecimento de uma gengivite.

Ainda, o ideal é que o fio dental seja usado, pelo menos, 1 vez ao dia, sempre antes de dormir. Porém, para garantir a melhor limpeza, use sempre que escovar os dentes. Algumas dicas para utilizá-lo corretamente:

  • nunca reutilize um pedaço de fio. Sempre que usá-lo, passe sempre uma parte limpa a cada dente. Caso contrário, você pode levar resíduos ou bactérias de uma área para outra;
  • na hora de usar, abrace os dentes com o fio dental, passando sempre de baixo para cima, como se estivesse arrastando o resto de comida para fora da boca;
  • cuidado para não forçar demais e machucar a gengiva.

3 – Siga uma alimentação que favoreça a saúde bucal

Uma alimentação balanceada é o primeiro passo para uma vida saudável e a mesma regra vale para a saúde bucal. A ingestão acentuada de açúcar traz resultados negativos não só para o organismo, mas também para os dentes.

Dessa forma, evitar o consumo de refrigerantes, balas, doces e outros alimentos açucarados é fundamental para diminuir o risco da gengivite. Esses alimentos são os principais responsáveis pela proliferação de bactérias, causando inflamações bucais, tártaros e cáries.

4 – Faça visitas regulares ao seu dentista

Fazer visitas regulares ao dentista para que, periodicamente, seja feita uma limpeza profunda para prevenir a gengivite. O recomendado é que essas consultas ocorram a cada 6 ou 12 meses. Além disso, ao notar o aparecimento de algum sintoma dessa inflamação, procure um dentista para receber o tratamento adequado e garantir a manutenção da sua saúde bucal.

5 – Não fumar

Que o cigarro é responsável, direto ou indireto, pelo desenvolvimento de uma série de doenças, certamente você já sabe. O que você talvez desconheça é que ele aumenta em duas vezes o risco de desenvolvimento de doenças na gengiva.

Além disso, os fumantes que já apresentam essa inflamação tendem a enfrentar mais dificuldades para tratar o problema e eliminar o sangramento. Isso porque o cigarro dificulta a cicatrização do tecido gengival.

Enfim, se você estava buscando saber mais sobre a gengivite e como evitá-la, com a leitura deste artigo, você já tem as informações necessárias para reduzir os riscos para essa inflamação.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como periodontista e implantodontista em Barbacena!

Dr. Sérgio Caetano

Dr. Sérgio Caetano

O que deseja encontrar?

Compartilhe